REINO de AMOR e de PAZ !

A Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo, que encerra o ano litúrgico, proporciona-nos um encontro entre dois personagens. Um frente a frente original. De um lado, Pilatos, sentado no trono, rodeado de guardas fortemente armados e ancorado no direito do poder romano, no outro, de pé, Jesus, desarmado e só.
O ambiente não intimida Jesus, que nunca frequentara palácios, nem tribunais, nem jamais participara em convívios do jet set de então. Bem pelo contrário, eram os pobres, os pecadores e os doentes, os privilegiados do seu convívio. Diante de Pilatos nem um assomo de medo, nervosismo ou hesitação, antes uma serenidade, confiança e paz, que não passaram despercebidas ao detentor do poder.
“Então, Tu és rei”, dispara Pilatos, tentando entender quem tinha à sua frente. “O meu reino não é deste mundo”, responde Jesus, com voz solene e determinada. E Pilatos ficou baralhado.
Na verdade, o Reino de Jesus é radicalmente diferente. Não se impõe.
Cresce em liberdade no íntimo de cada um. A sua força não está no exército, na economia ou mesmo no direito, mas no amor e no serviço, especialmente aos mais pobres.
Pilatos não enxerga tão longe e apresenta-O à varanda do palácio apenas como homem. Para nós, porém, é também o Filho de Deus, condenado à morte, para poder na cruz, com os braços abertos, abraçar a todos e a todos garantir um lugar no Seu coração.

P. Fausto

in Diálogo nº 1755 (Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo – Ano B)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *