Quem sou Eu para ti ?

Ainda longe, mas já estamos, segundo S. Marcos, na reta final da vida pública de Jesus. Houve encontros ricos e felizes e também desencontros, alguns de enorme tensão, especialmente com os sábios e os poderosos.
Ultimamente o número de ouvintes é bastante menor, mas Jesus não se intimida e hoje vemo-LO, com os discípulos, a caminho das terras de Cesareia de Filipe.
O caminho é longo e proporciona muitos temas de conversa. Às tantas, Jesus pergunta, em jeito de sondagem, “Quem dizem os homens que Eu sou?” E os discípulos lá foram respondendo, segundo o que ouviam dizer. E Jesus, de novo: “E vós, quem dizeis que Eu sou?” Apenas Pedro, surpreendentemente, respondeu: “Tu és o Messias”.
Mais de 2 mil anos passados, Jesus também pergunta a cada baptizado: “Quem sou Eu para ti?” Não valem definições abstractas ou fórmulas decoradas. Não servem livros, nem catecismos. A resposta não é académica, é experiência. Se assim não for, os baptizados não passam o nível da religião, patamar de “cristãos parados” ou espectadores mais ou menos passivos, diante da realidade, cada vez mais veloz e mutável.
“Quem sou Eu para ti?” Não será a dificuldade na resposta também razão para o vazio das nossas Igrejas?

P. Fausto

in Diálogo nº 1745 (XXIV Domingo do Tempo Comum – Ano B)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *