O Reino de Deus

“O Reino de Deus é como um homem que lançou a semente à terra. Dorme e levanta-se, noite e dia, enquanto a semente germina e cresce, sem ele saber como”.
É assim que Jesus fala de coisas grandes. Sem raciocínios. Com verdade e simplicidade desarmantes, sempre a partir da vida, de modo a fazer-se entender por todos, mesmo os sem instrução. Não admira, pois, que as multidões se acotovelem, tantas vezes, à Sua volta, sedentas de palavras vivas e com sentido.
Numa sociedade cada vez mais automatizada e sujeita ao simples premir de botão, num tempo em que “tudo, já e agora” é tarde, falar do Reino de Deus como sementeira realizada pelo lavrador, com cuidados, amor e paciência, sempre na expectativa de boa colheita, tantas vezes não conseguida, é linguagem ultrapassada e incompreensível, mas é a que Jesus adopta para falar da sábia pedagogia de Deus na realização da história da salvação.
Deus não desiste de semear, e com abundância, sementes que, devidamente cultivadas no coração de cada um, dão frutos de alegria, paz e fraternidade, frutos preciosos do Reino de Deus em que todos, pelo Baptismo, devemos estar empenhados.

P. Fausto

in Diálogo n.º 1739 (XI Domingo do Tempo Comum – Ano B)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *