Estranho chamamento !

Jesus não perde tempo, nem tão pouco se deixa intimidar pela notícia da prisão de João Baptista. Sabe ao que vem e nada O parece demover do anúncio da Boa Nova.
Hoje encontramo-Lo em terras de Cafarnaum, numa das caminhadas ao longo do mar da Galileia, dando de caras com Simão e o irmão André, que lançavam as redes ao mar, no início de mais uma faina. E chamou-os. Um pouco mais à frente, viu outros dois irmãos, Tiago e João, a consertar as redes. Também eram pescadores de profissão. E chamou-os. Todos deixaram os seus trabalhos para seguir Jesus.
Para esta escolha, não contaram informações rabínicas sobre os melhores alunos, nem a origem, riqueza ou estatuto social das famílias dos chamados.
Jesus passa e não vê apenas 2 barcos e 4 pescadores, de mãos calejadas e concentrados no trabalho. Olha de forma diferente, olha o futuro e qualifica aqueles que chama para a missão. E eles deixaram tudo e seguiram Jesus, que lhes aponta novos mares e uma nova faina: “Farei de vós pescadores de homens”. Não sabemos se perceberam totalmente o desafio, mas seguiram Jesus e não se arrependeram.

P. Fausto

in Diálogo nº. 1808 (Domingo III do Tempo Comum – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *