A saúde não é tudo !

No caminho para Jerusalém, com os discípulos, algures entre a Galileia e a Samaria, um grupo de 10 homens grita ao longe “Jesus, Mestre, tem compaixão de nós”. Eram leprosos. Mal os viu, Jesus disse: “Ide mostrar-vos aos sacerdotes”. Obedeceram, e, no caminho, todos ficaram curados, mas um voltou atrás, “glorificando a Deus em alta voz, e prostrou-se de rosto em terra aos pés de Jesus, para Lhe agradecer”. Era um samaritano.
A este, ao contrário dos outros, não bastava ter saúde para ser feliz. Não lhe bastava também poder regressar aos seus, aos amigos, à vida normal, ao aconchego familiar, ao seu lugar na comunidade…
Este samaritano, procedendo assim, mostra-nos que ninguém é verdadeiramente feliz se não souber dizer Obrigado a Deus e aos outros. E voltou atrás para glorificar, bendizer e agradecer…, mesmo antes de celebrar a alegria, pelo dom da cura, com a família e os amigos.
Dos dez curados, só um, além da cura, foi salvo: aquele a quem Jesus não hesitou em dizer “A tua fé te salvou”.

P. Fausto

in Diálogo nº. 1793 (Domingo XXVIII do Tempo Comum – Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *