“RECOMEÇAR A PARTIR DE CRISTO” [2]

Catedral_de_Aveiro

 

Na nossa Paróquia já se começam a dar passos. Mas devagarinho.
A possibilidade de contágio pelo coronavirus acarreta medo, provoca mal estar, faz-nos sentir inseguros e convida-nos a algum resguardo.
Somos uma Paróquia com muitas pessoas de elevada faixa etária. E os cuidados justificam-se. Mas não podemos parar.
Os hábitos do confinamento e os medos do contágio, ainda que compreensíveis, podem esconder a tentação da religião dos mínimos…, acomodando-nos ao sofá. E isso já não vale. Não basta para se ser cristão.
Com as devidas cautelas, conjugadas com uma pitada de ousadia e coragem, e com dose forte de confiança em Deus, “Queremos mostrar como Paróquia de Nossa Senhora da Glória, à semelhança da comunidade dos primeiros discípulos de Jerusalém, que eram assíduos ao ensino dos Apóstolos, à união fraterna, à fracção do pão e às orações (Act 2,42), um rosto mais genuíno da Igreja, que se quer sempre Sinodal e Samaritana”.
A fidelidade a este objectivo geral, para o presente ano apostólico, levar-nos-á a um redobrado esforço, para tornarmos os serviços de acção sócio-caritativa (Conferências Vicentinas, Rouparia Solidária, Visitadores de Doentes…), a expressão privilegiada da “Igreja Samaritana” ou, como diz o Papa Francisco, da “Igreja em saída”.
É tempo de Recomeçar. Impõe-se a reorganização da Pastoral social na nossa Paróquia. O desafio é para o presente ano.

Padre Fausto

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *