Distraído ou Generoso ?

15dtc_A

 

Em sítio algum Jesus passa despercebido e cada vez tem menos tempo para estar só, e às vezes são verdadeiras multidões que se acotovelam para O ouvir. É o que acontece hoje, à beira-mar, segundo o Evangelho deste domingo.
Muitos ouvem-nO com prazer, outros com reservas, e há mesmo quem não perca uma palavra à espera de motivos para O acusar. Jesus sabe tudo isto, e continua manso e humilde na Sua pregação. Sabe que não veio para fazer discursos agradáveis ou vender sonhos. Não tem agenda política ou religiosa. Veio para falar de Deus. E hoje fá-lo de modo muito criativo com palavras de sabor a campo.
O centro da parábola não está nas condições do terreno em que caiu muita semente, mas no semeador que generosamente semeia, à esquerda e à direita, sem fazer contas aos gastos com a sementeira.
Deus não é um semeador desleixado ou distraído, mas apenas generoso. Não semeia para ter e vender. E continua a semear à mão cheia. E não serão as pedras, os seixos, as silvas e os espinheiros que se vão amontoando ou crescendo desordenadamente no caminho da nossa vida, que O vão fazer desistir de continuar a semear, porque é o coração de cada homem o torrão de terra boa mais apto para dar vida às sementes de Deus.

P. Fausto

in Diálogo 1707 (XV Domingo do Tempo Comum – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *