Na Escola do Mestre!

14dtc_A

 

Parece que as coisas não andam a correr muito bem a Jesus. Muito bem humanamente, claro! A sua pregação cria resistências e tem palavras que suscitam críticas à esquerda e à direita. Jesus, porém, ancorado sempre no Pai, cuja intimidade procura em todas as circunstâncias, experimenta uma tal paz e liberdade, que circunstância alguma o demove de anunciar a Boa Nova do Reino.
Neste domingo vemo-LO assombrado ao verificar como Deus revela grandes coisas aos “pequeninos”, aos últimos da fila, aos que são capazes de ver e entender com o coração, e esconde propositadamente aos “sábios e inteligentes” o acesso a verdades profundas. Não é que Deus queira dispensar o serviço da inteligência, mas há coisas a que os auto-suficientes nunca poderão chegar… E isto faz Jesus suspirar de assombro e exultar de alegria.
Aos mais frágeis, afadigados, sobrecarregados, aos mais “pequeninos”, Jesus não promete apenas auxílio nas dificuldades, mas convida-os hoje a entrarem na Sua escola, onde não se aprendem leis, doutrinas religiosas e filosóficas ou técnicas de vendas de sucessos e sonhos com facilidades e sorrisos, mas lições de vida e para a vida.
Jesus é o Mestre consumado. Ser manso e humilde de coração, à Sua semelhança, não significa viver no conformismo e na passividade, mas cultivar generosamente a bondade, a simplicidade, a justiça… virtudes importantes na vida dos discípulos e tão necessárias na sociedade de hoje.

P. Fausto

in Diálogo nº. 1706 (XIV Domingo do Tempo Comum – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *