“Deus é Amor”

SantissimaTrindadeA

 

Deus é Uno e Trino. Um só Deus em três Pessoas. Iguais e Distintas: Pai, Filho e Espírito Santo.
Era assim que na minha catequese de infância se propunha o Mistério da Santíssima Trindade, em fórmula obrigatoriamente decorada. E por mais explicações, todos ficávamos com cara de termos percebido pouca coisa da matéria, mesmo com a ajuda da comparação habitual com a folha do trevo. Era Mistério, arrematava piedosa e pacientemente a Mestra.
Passaram muitos anos, e com a luz de muitas páginas de boa doutrina, “Deus Uno e Trino” continua a ser o Mistério Fundamental da Fé.
Não se podendo negar o caminho da razão para se chegar a Deus, o melhor e mais directo, segundo S. João, é o do coração, é o da experiência, porque “Deus é Amor”.
Da cátedra pode vir um belo discurso sobre Deus e do púlpito um sermão bem inflamado, mas ninguém pode apresentar suficientemente Deus, sem amor. Assim fez Jesus a Nicodemos no Evangelho de hoje: “Deus amou tanto o mundo que entregou o seu Filho Unigénito…, não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele”. E tudo isto, apenas e tão só, porque “Deus é Amor”.
É esta certeza que dá à vida calor, beleza, poesia e sentido.

P. Fausto

in Diálogo 1702 (Santíssima Trindade – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *