«Vestida de Branco»

100Fatima

 

A exposição «Vestida de Branco», comemorativa do centenário da primeira escultura de Nossa Senhora de Fátima, considera que a imagem é “modelo para os académicos e para os artistas de primeira água”.
A escultura de Nossa Senhora do Rosário de Fátima venerada na Capelinha das Aparições foi oferecida, em 1920, por Gilberto Santos e é uma obra de José Ferreira Thedim, “um escultor santeiro, muitas das vezes depreciado pelos académicos, é depois modelo para os académicos e para os artistas de primeira água que fazem carreira ao nível da arte e da estética”.
Foi inaugurada este sábado, no Santuário de Fátima (Convívium de Santo Agostinho) e intitula-se «Vestida de Branco» porque nos relatos da irmã Lúcia, quando foi interrogada, uma das formas de descrever a aparição foi através destas palavras: “A Virgem Maria estava vestida de branco”.
O santuário de Fátima considera “importante assinalar esta efeméride” através de uma exposição, “uma forma de comunicar através da via da beleza”, e mostra aos peregrinos e outros visitantes, até 15 de outubro de 2020, “como foi o processo de criação da escultura” e como ao longo de várias gerações, “os cristãos trabalharam a ideia daquela que se veste de branco, mas também se veste de todas as cores”.
fonte: Ecclesia

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *