“A tua fé te salvou”

 

28dtc_C

 

A caminho de Jerusalém, Jesus cruza-se com muita gente, gente de todas as categorias sociais, culturais e religiosas. Para todos há sempre uma palavra, um gesto, uma atenção, e de todos se torna próximo, mesmo que a lei imponha distâncias, como hoje, com um grupo de dez leprosos.
“Jesus, Mestre, tem compaixão de nós”, gritam em coro. “Ide mostrar-vos aos sacerdotes”, responde prontamente Jesus. E no caminho ficaram limpos da lepra.
Eram dez, mas apenas um, que era samaritano, voltou, para louvar a Deus e agradecer a cura.
Aos nove miraculados apenas interessava a cura física, que lhes permitia de novo regressar ao convívio e retomar a vida normal. Bastava-lhes a saúde para serem felizes. Ao samaritano não. Por isso, é curado física e espiritualmente. É o único que de curado passa a salvo: “Levanta-te e segue o teu caminho; a tua fé te salvou”.
Virado do avesso, este ex-leproso mostra-nos que a felicidade não vem de coisas, nem mesmo da saúde, é questão de relação com os outros e consigo mesmo. Mas também com Deus. E esta adquiriu-a finalmente no encontro com Jesus.

P. Fausto

in Diálogo nº1670 (XXVIII Domingo do Tempo Comum – Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *