De que lado estamos ?

 

24dtc_C

Lucas, o evangelista da misericórdia, brinda-nos com três parábolas genialmente contadas por Jesus e conhecidas de todos: a da ovelha tresmalhada, a da dracma perdida e a do pai bondoso, conhecida também por parábola do filho pródigo.
Qualquer delas reflecte preciosamente o rosto e o coração de Deus, que nos ama com paixão, de forma ilógica e para muitos injusta, excessiva e ilimitada.
A vida de muitos cristãos, porém, não reflecte esta boa nova trazida por Jesus Cristo.
E nós, qual o Deus que temos no coração? O Deus distante, frio e calculista, ou o Deus próximo, sorridente e compassivo…? Que rosto de Deus gostaríamos de encontrar um dia, “no nosso dia”…? O do tribunal, apenas disponível para absolver ou condenar, ou o da festa,surpreendidos com a grandeza da sua misericórdia?
Cristo encontrou no seu tempo dois grupos de pessoas: os puritanos (escribas e fariseus) e os outros (pecadores, ignorantes da lei, pobres, publicanos, prostitutas…) e em nenhum momento se colocou no primeiro grupo como juiz do segundo. Mas é o que muitas vezes fazemos, esquecendo facilmente, ainda que o digamos sempre no início de cada Eucaristia, de que todos somos pecadores, apesar de chamados à santidade.

P. Fausto

in Diálogo nº1666 (XXIV Domingo do Tempo Comum – Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *