Quem são os ateus?

SSTrindade_C

 

“Tenho ainda muitas coisas para vos dizer, mas não as podeis compreender agora. Quando vier o Espírito da verdade, Ele vos guiará para a verdade plena”, como nos diz o discurso da última Ceia, hoje lembrado no Evangelho.
Jesus não se refere, de certo, ao conhecimento de matéria obrigatória ainda por dar, mas à incapacidade humana de, por si mesma, abarcar o Mistério de Deus. De facto, “um só Deus em três Pessoas” é Mistério que se explica mas não se abarca, é realidade que nos transcende mas, apesar da nossa pequenez, não nos esmaga, antes envolve num Abraço de Amor infinito, de Ternura e de Misericórdia.
Que Deus é Único já sabíamos há muito, mas o que Jesus nos revela é que Deus é Uno e Trino, não é solidão mas comunhão, não vive sozinho, centrado em Si mesmo, e de costas para os homens. É Comunidade, é Família de três Pessoas que, sem se anularem, complementam-se, têm a mesma natureza divina, o mesmo poder e majestade e é-Lhes devida a mesma Honra, Glória e Louvor.
Mistério da Santíssima Trindade, Mistério de Deus Uno e Trino, perscrutado e acolhido no coração porque é Mistério de Amor, não se traduz em discurso mas na fidelidade ao Mandamento Novo.
A esta luz o verdadeiro ateu não é o que diz não acreditar em Deus, mas o que não se esforça por criar laços, fazer pontes, promover a fraternidade, a justiça, a paz…
É assim que o homem se realiza como ser criado à imagem e semelhança de Deus, porque, mesmo sem o saber, reflete verdadeiramente que Deus é Família Trinitária, Comunidade Plena, Amor Infinito…
É este o Deus em quem acreditamos.

P. Fausto

in Diálogo 1661 (Solenidade da Santíssima Trindade – Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *