Todos chamados !

5dtc_C

 

Ainda estamos nos princípios da vida pública e Jesus já experimentou, da parte dos Seus ouvintes, momentos de curiosidade, admiração e até de rejeição, tendo mesmo já sido vítima de tentativa de homicídio, na sua terra de Nazaré. Mas não desistiu.
Hoje, porém, é daqueles momentos que enchem a alma. Foi um autêntico banho de multidão, à beira-mar, a ponto de pedir a Pedro que o deixasse falar da sua barca.
No fim, convidou Pedro, que lavava as redes depois de uma faina infrutífera, a pescar, em condições bem desfavoráveis. E o resultado ultrapassou todas as previsões. Este facto abre os olhos a Simão: “Senhor, afasta-Te de mim, que sou um homem pecador”. Ao que Jesus responde, de imediato: “Não temas. Daqui em diante serás pescador de homens”.
A vocação de Pedro e dos outros apóstolos, como a dos Profetas no Antigo Testamento, é um acto gratuito da parte de Deus, que escolhe quem quer e capacita quem chama. Assim foi ontem e continua a ser hoje.
O chamamento não anula a natureza de quem é chamado, que, continuando a ser limitado e com defeitos, recebe de Deus uma graça própria, que o ajuda a superar as limitações, se a resposta for pronta e generosa como a de Pedro e dos seus companheiros, que deixaram tudo para seguir Jesus.

P. Fausto

in Diálogo 1643 (V Domingo do Tempo Comum  Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *