Dois dedos de Liturgia (90)

banner_liturgia

– Baptismo: Tradições

Se as «tradições» não tiverem ainda sido celebradas anteriormente (recepção e redacção do Credo e do Pai-nosso) celebram-se depois dos escrutínios. Completada a instrução dos catecúmenos ou decorrido um tempo conveniente depois de começada, a igreja entrega-lhes, num gesto de grande amor, os documentos que, desde os tempos antigos, são considerados como o compêndio da sua fé e da sua oração. É para desejar que as «tradições» se façam na presença de toda a comunidade dos fiéis.
A primeira é a «tradição do símbolo», que os eleitos devem aprender de cor, para depois o dizerem publicamente, antes de professarem a sua fé, de acordo com ele, no dia do Baptismo.
A tradição do símbolo faz-se dentro da semana que se segue ao primeiro escrutínio. Se for conveniente, pode também celebrar-se durante o tempo do catecumenado.
Faz-se também a «tradição da oração dominical» aos eleitos. Desde a antiguidade a oração dominical é oração própria daqueles que, pelo Baptismo, receberam o espírito de filhos adoptivos. Os neófitos dizem-na, juntamente com os outros baptizados, na primeira celebração da eucaristia em que tomam parte.
A tradição da oração dominical faz-se dentro da semana que se segue ao terceiro escrutínio. Se for conveniente, pode também celebrar-se durante o tempo do catecumenado. Se for necessário, pode ainda ser diferida juntamente com os ritos imediatamente preparatórios.

* continuamos a aguardar as vossas questões em doisdedosdeliturgia@gmail.com

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *