Precedências!

24_9_domingo_comum

 

Do sábado, a instituição mais sagrada para todo o judeu, fala-nos a primeira leitura e o Evangelho do IX Domingo do Tempo Comum. Conhecedor profundo das leis judaicas, Jesus ousa hoje, também nesta matéria, deixar-nos lições que jamais devemos esquecer, porque “O Sábado foi feito para o homem e não o homem para o sábado”.
Para Jesus, acima da lei, mesmo a de sábado, está o homem; por isso, não hesita em curar o que tinha a mão atrofiada, em dia não permitido, contra todas as expectativas dos fariseus, e mostrar claramente, uma vez por todas, de que está sempre do lado das pessoas, especialmente as mais fragilizadas, e jamais do lado lei, mesmo a mais sagrada de todas.
No plano de Deus, a pessoa está sempre em primeiro lugar e as leis só têm razão de ser se estiverem ao serviço da sua natureza e inviolável dignidade, independentemente da deficiência que apresente.
Somos todos diferentes, é verdade, mas temos todos a mesma dignidade de Filhos de Deus, que deve ser defendida e respeitada por quem tem a missão de fazer leis. A irreverência de Jesus face à lei do sábado não é desrespeito, mas hino à liberdade face ao legalismo cego e proclamação solene do primado do Amor.

P. Fausto

in Diálogo 1612 (IX Domingo do Tempo Comum – Ano B)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *