Aparências!

31dtc_A

 

Cuidado, muito cuidado, parece dizer Jesus na Sua catequese semanal à multidão e aos discípulos, àcerca do comportamento dos fariseus e dos escribas. E o caso não é para menos, pois, “atam fardos pesados e põem-nos aos ombros dos homens, mas nem com o dedo os querem mover”, e Jesus continua: “tudo o que fazem é para serem vistos pelos homens”.
Comportamentos destes, que não são apenas de ontem, mas também de hoje, justificam da nossa parte cuidados e cautelas, conforme diz Jesus: “Fazei e observai tudo quanto vos disserem, mas não imiteis as suas obras, porque eles dizem e não fazem”.
Os que verdadeiramente indispõem Jesus não são os pecadores, mas os hipócritas. Estes são perigosos, porque não são o que parecem. Exímios na arte de representar, não vivem o que ensinam. Não são autênticos. Cultivam uma máscara e trabalham para a fotografia… Jesus não pode mesmo nada com estes! Para os pecadores, ao contrário, há sempre uma palavra de consolação, de esperança e misericórdia.
“Ao banquete de manjares suculentos” todos são convidados, mas os hipócritas não entram, ficam de fora, porque o banquete não é baile de máscaras.

P. Fausto

in Diálogo 1582 (XXXI Domingo do Tempo Comum – -Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *