Não temais!

12dtc_A

 

Aos profetas de todos os tempos, Deus pede coragem e fidelidade, mesmo com o sacrifício da própria vida, não lhes faltando jamais o conforto, que amorosamente Deus dispensa em todas as circunstâncias. Aconteceu a Jeremias, como relata a primeira leitura da Missa de hoje, a João Baptista, de quem celebrámos, há pouco, o nascimento, aos apóstolos e a todos os demais profetas, ontem e hoje.
Continuam, pois, a ser preciosos os conselhos de Jesus referidos no Evangelho de hoje, porque diante das exigências da vida cristã e das dificuldades que surgem de todos os quadrantes, os cristãos podem ter a tentação de baixar os braços, desistir da luta e acomodar-se às circunstâncias e, deixando de ser profetas, tornam-se insignificantes, sem brilho, sem fulgor, sem sabor; tornam-se “cristãos não praticantes”.
“Não tenhais medo dos homens… não temais os que matam o corpo… não temais: valeis mais que todos os passarinhos”, diz Jesus. São palavras claras, acompanhadas de um grave alerta, porque “àquele que me negar diante dos homens, também Eu o negarei diante do Pai que está nos Céus”.
Podemo-nos “queixar” de Deus por muitas coisas, mas não de uma, porque “até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados”. É assim o amor, a atenção e a solicitude de Deus por cada um de nós. Mesmo nos mais ínfimos pormenores!

P. Fausto

in Diálogo 1569 (XII Domingo do Tempo Comum – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *