“Eu não te esquecerei”

8dtc_A

 

Depois da elevada fasquia que Jesus nos apresentou no último domingo, a mensagem deste anda à volta do Amor que Deus nos tem, inquebrantável e exclusivo.
São apenas dois os versículos do profeta Isaías que compõem a primeira leitura, mas são densos e claros na afirmação solene de que Deus, nosso Pai, nos ama, para além de quanto se possa imaginar. Não se esquece de nós, não nos abandona, não se cansa de nos amar: “Poderá a mulher esquecer a criança que amamenta…? Mas ainda que ela se esquecesse, Eu não te esquecerei”.
No Evangelho, em linguagem bela e poética, atual e oportuna, Jesus diz-nos que à medida que Deus for dispensado, a vida torna-se uma corrida aos saldos e o coração enche-se de ilusões, medos e frustrações.
Jesus não recomenda a preguiça nem desvaloriza o trabalho do homem. Apenas nos quer dizer que, se tudo é de Deus e está nas Suas mãos, o que importa primeiro é procurar o Seu Reino e a Sua Vontade, sem dramatismos nem ansiedades. Livres e sempre confiantes. Só assim somos felizes.

P. Fausto

in diálogo 1552  (VIII Domingo do Tempo Comum – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *