“A paz esteja convosco”

Bela saudação para quem está espantado e com medo! Assim saudou Jesus os discípulos no encontro que hoje relata S. Lucas. A surpresa do momento e a vergonha pelo comportamento de todos quando o Mestre e Amigo mais deles precisava, fechavam as portas do coração à Paz, que Jesus apenas queria oferecer.
Não sou espírito nem fantasma… vede as minhas mãos e os meus pés… tocai-me. “Não tendes nada para
comer?”
Jesus bem sabia que acreditar na Ressurreição não resulta de discurso filosoficamente consistente, mas de Fé estruturada em experiência, daí o recurso aos verbos tocar, ver e comer, para vencer os medos e ultrapassar as dúvidas. E os discípulos logo passam à alegria, à admiração e ao êxtase.
Cabe-nos hoje a tarefa de testemunhar, como os apóstolos então, que Jesus não é um fantasma, não é produto de imaginação piedosa ou religiosidade doentia. Está vivo e presente em cada pessoa, mas especialmente nos mais pobres, doentes e marginalizados. Servi-los é tocar hoje os pés e as mãos do Crucificado e Ressuscitado.

P. Fausto

in Diálogo nº. 1864 (Domingo III da Páscoa – Ano B)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *