“Eu sou o Caminho…”

As dúvidas e o desconforto em relação ao futuro são tema cada vez mais recorrente nas conversas dos discípulos entre si. É verdade que Jesus aparece regularmente, mas será sempre assim?
No V Domingo do Tempo Pascal, Jesus, ao ver estampadas todas estas dúvidas, responde pacientemente: “Não se perturbe o vosso coração. Se acreditais em Deus, acreditai também em mim. Em casa de meu Pai há muitas moradas… Vou preparar-vos um lugar…”.
Tomé, sempre ele, desejando indicações claras sobre o caminho para a cidade prometida, obtém de Jesus como resposta “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida”. E nada mais acrescenta.
A mesma resposta continua Jesus a dar-nos para entendermos a existência como estrada com dificuldades e obstáculos, é certo, mas com sentido e horizontes tão largos como o coração de Deus. Na verdade, só com Ele, “Caminho, Verdade e Vida” somos felizes e aprendemos a viver, apesar dos medos e bloqueios, que, por si, nos condenariam à esterilidade de uma vida inútil e sem sentido.

P. Fausto

in Diálogo n.º 1823 (Domingo V da Páscoa – Ano A)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *