Em jeito de Despedida…

6dp_C

 

“Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz”. Paz é a primeira palavra do Ressuscitado na saudação aos apóstolos, reunidos em casa com medo dos judeus, na tarde do primeiro dia da semana: “a Paz esteja convosco”.
A Paz não é apenas fim ou ausência de guerra… é o fim do domínio de todos os medos passados, presentes ou futuros, é anúncio da derrota do mal e de todas as formas de violência e sofrimento, morte inclusivé, é certeza da Vitória do Amor. Porque Cristo é a nossa Paz, é também Dom imerecido, a acolher responsavelmente por cada um.
E, não fora ainda bastante para serenar os corações e vencer de vez as resistências dos discípulos quanto ao futuro, promete-lhes hoje o Paráclito, o Espirito Santo, com a missão de lhes recordar tudo e ensinar todas as coisas, porque os poucos anos de catequese e as suas limitadas capacidades não permitiram ao Mestre ensinar tudo quanto desejava.
A VI semana do Tempo Pascal faz parte, então, desse tempo belo de espera em que o Ressuscitado prepara o Seu próximo afastamento físico, com promessa de permanente fidelidade.
Será na docilidade ao Espírito prometido, que os apóstolos se manterão sempre fiéis à missão, e, como eles, também nós, hoje, no exercício do mesmo mandato.

P. Fausto

in Diálogo nº 1658 (Domingo VI da Páscoa – Ano C)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *